quinta-feira, 17 de junho de 2010

Indiferença

As coisas iam acontecendo como de costume. Nada de grandes mudanças, ou coisas que realmente a fizessem parar.
Até que um dia, depois do almoço, ele reapareceu. Simplesmente pegou sua mala de roupas, seus planos, seus desejos, fantasias e tudo que outrora resolvera não passar estando do lado dela, e voltou.
Ela sabe que não vai seguir. As coisas passaram pra ela.Ela não quer mais tentar.
Mas ainda assim ela não sabe como dizer 'não'. Ela sempre teve problemas com 'não quero', 'não dá', 'não vale a pena'; e agora essa problema lhe assombra de novo.
Oh céus. Qual a atitude certa a tomar?
Ela não sabe muita coisa. Mas ela sabe que não quer mais...
Foi opção dele, agora, ele que aguente as consequências.Ela não quer mais, e sente que não conseguindo dizer não, vai mergulhar na indiferença e leva-lo junto.
Coitado, coitada,... a indiferença é a pior forma de dizer não. E o não, não dito.
Alguém irá sofrer, só espero que não seja ela.

4 comentários:

Leandro Luz disse...

A indiferença é uma das coisas que mais me irrita nesse mundo!
;z





______________________________
O bom e velho clichê
http://obomevelhocliche.blogspot.com/

Pedro Ricelly disse...

Que texto lindo, Hiorrana.

Entenda como um elogio: seus textos melhoraram MUITO.

Beijo :*

Ulli Marques. disse...

É como eu sempre digo:
"Me odeie, mas nunca me seja indiferente".

Lau disse...

Oi, Hiorrana!

Tudo bem?
Trabalho na revista Capricho; estou fazendo uma matéria com meninas que têm histórias pra contar sobre roubadas em que acabaram por causa de bebida. Li aqui no seu blog sua história de ter sofrido um acidente, e gostaria de saber se você não poderia dar um depoimento breve para a revista. Podemos conversar por e-mail ou telefone, como você preferir...
Aguardo sua resposta. Meu email: laurafolgueira[arroba]gmail.com
Bjs.!