sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Com uma onda

De repente me bateu uma onda de tristeza.
Uma onda de saudade.
Uma onda de vazio.
Quando me recuperei da pancada, me veio uma onda de você...
E depois, mais forte ainda, uma onda de te querer.
Não resisti!
Me entreguei...
E por alguns intermináveis minutos me afoguei em lágrimas.

7 comentários:

Dara Bandeira disse...

"Vai passar, tu sabes que vai passar. Talvez não amanhã, mas dentro de uma semana, um mês ou dois, quem sabe? O verão está ai, haverá sol quase todos os dias, e sempre resta essa coisa chamada "impulso vital". Pois esse impulso às vezes cruel, porque não permite que nenhuma dor insista por muito tempo, te empurrará quem sabe para o sol, para o mar, para uma nova estrada qualquer e, de repente, no meio de uma frase ou de um movimento te supreenderás pensando algo como 'estou contente outra vez'."

-

e eu prometo te ajudar a perceber que a vida continua, basta a gente querer.

;*

Crispi. disse...

Sim, ás vezes acontece da gente se afogar. Mas passa, tudo passa, por mais que a gente pareça estar em um mar sem fim, um dia você econtra a areia do outro lado. E se queres saber, quando a gente pisa na areia, e sente ela firme sobre nossos pés, e sabe que podemos ser livre e caminhar sobre ela sem medo, não queremos mais nada. Você verá.

Lindo e triste!

Bertonie disse...

Se afogar faz parte da nossa maré.
Quem não se afoga não vive.
Depois a gente respira.
Mas passa, tudo passa, até uva-passa :B

Gabi Petrucci disse...

Vamos dar as mãos e correr três dias e três noites sem olhar pra trás? u.u

:*

Larissa disse...

Por que essas ondas de lembranças nos machucam, mas são inevitáveis. Estou passando por isso...
Uma falta, um vazio. Mas mantendo na cabeça que logo logo passará.
E as vezes nos afogar e lágrimas até é bom... lavamos a alma!

;**

Pedro Ricelly disse...

Não sei fazer comentários profundos e cultos, desculpa u.u'

2bjs

Thati Freitas disse...

Eu seimais tocompreguiça. Desculpa.