quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Mil pedaços

Seria uma noite diferente.
Ela o despedaçaria dentro dela.E o reencontraria ,em mil pedacinhos nos lábios de tantos outros pela noite.
Pegaria devolta os cacos de desejo, sangue e fogo.
Desejo, sangue e fogo. !
Mas nunca o amor.

Ao despedaçá-lo, se desfez de todo esse sentimento.

7 comentários:

Marcelo Mayer disse...

epopéia do sexo

Marguerita disse...

Esta fragmentação de sentidos é o novo mal do século.

:s

Bjs,

maria fernanda; disse...

Meu amor não morre.

Pedro Ricelly disse...

Nossa, preciso rever meus conceitos depois dessa '-'

Thati Freitas disse...

Estou tentando nao enxergar uma ambiguidade!

Bertonie disse...

Verdade...
Mas voce viu o gol do Ronaldo, cara? Golaço, né?

Thulio Falcao disse...

Tento despedaçar pra não deixar sentimento algum. Algumas pessoas precisam disso de mim

xero