terça-feira, 21 de julho de 2009

Domingo-Quando eu sofri um acidente.

Esse post era pra ter sido feito no domingo ou na segunda, pois foi quando o fato ocorreu.Só que a dor no corpo e a falta de 'jeito' pra descrever só me deixou postar agora.

Sábado estava eu com minhas amigas em uma 'quase' festa de despedida, e depois de muuuuitas horas de funk, pagode, e caras bêbados enchendo o saco, chegou a nossa hora de ir embora.
Eu optei por vir com uma amiga que morar bem pertinho da minha casa, assim eu não teria que dormir na casa dos outros. Saímos da boate, e despedimos do resto do pessoal enquanto a carona chegava; tudo isso por volta de 4.30 da madrugada.
Passou uns 10 minutos o irmão dela chegou e entramos no carro, 4 atrás e os 2 na frente. Fizemos o contorno e quando entramos no asfalto, esse irmão da minha amiga decidiu ultrapassar o carro da frente, que com certeza estava bêbado, pois estava andando em zig-zag na pista.
Quando percebi, o carro já estava de lado, todo mundo em cima de mim [ eu estava atrás do motorista] muuuita gritaria, eu com muita dor de cabeça sendo amassada por todos e tendo que sair pela janela.
O carro onde estávamos havia sido fechado por um cara bêbado na hora da ultrapassagem, nos rodamos muuuito na pista e batemos na árvore.
O corpo de bombeiros veio, a policia veio, fomos para o hospital mortos de dor e cheios de medo.
Mas ninguém morreu, e acabou tudo bem.
"A vida é mesmo coisa muito frágil..."

"Quem pode livrar como o Senhor? Ele foi poderoso pra nos salvar."E muito clichê falar pra não beber. Mas agora eu falo assim mesmo: Se beber não dirija.Por que pode não acontecer nada com você, mas você pode fazer acontecer com os outros.

6 comentários:

poesiasdekaminaloa disse...

Ainda bem que não aconteceu nada de grave com voces. Mais um bêbado provocando dor nos outros. Isso tem que acabar.

Lady Vanilla disse...

Eu já sofri um acidente parecido, mas nem de longe tão pior quanto o seu. No meu caso, eu e meus pais voltavámos de uma festa e meu pai estava muito alcoolizado. Só que a imprudência foi do ônibus, que não sinalizou que freava e parou bruscamente. Meu pai, já com os reflexos prejudicados por conta da bebida, não parou o fusca a tempo e o capô do fusca entrou embaixo do ônibus, amassando as pernas dele e eu fiquei com uma faixa vermelha e latejante onde o cinto estava. Fomos socorridos, eles sem ferimentos e eu com essa "lambada". Mas o susto na hora foi pior do que qualquer acidente. Obrigada por ter comentado no meu blog, feliz dia do amigo (atrasada!), mas o que vale é a intenção... Bjão!

Ryan disse...

Nossa, que triste amiga! Uma grande pena, sinto muito que tenha passado por essa terrível experiência. Eu nunca passei por nada parecido! Se quer pequenos acidentes... Espero não passar pois tenho muito medo e sou muito prudente ao volante. Tomara que as suas dores passem logo...

Um abração pra ti!
Fique com Deus...

Waldemberguee Dantas :) disse...

Nossa que bom que Deus te livrou! :)
Muiuto Feliz por você estar bem.
beijoos

Marina Melow disse...

Minha já sofreu um acidente feio de carro...indo para Arraial do Cabo..o carro capotou não sei quantas vezes, ficou acabadou, quem não viu, pensou que todo mundo tinha morrido ali...minha irmã foi a que menos se machucou.. graças a Deus!

Tem dois selos pra você lá no blog.

beijos!

Thati Freitas disse...

Oo Ai Hiorrana, vi esse blog aqui salvo nos favoritos, e vim conferir, pq o nome me chamou a atençao. Ai começo a ler essa historia do acidente e vou ficando mais impressionada a cada linha, achando tudo muito parecido com o que aconteceu as minhas amigas, ai quando termino vejo a historia identica, logo penso, deve ser de alguem q estava no carro. por acaso esse alguem era vc, ja ia ate te mandar o link.! O blogosfera é pequena.