domingo, 19 de fevereiro de 2012

Cápsula do tempo. 18 de fevereiro de 2011 a 2012

Exatamente 23:52, de uma sexta-feira noite. Estou deitada e com o ventilador ligado. Sozinha em casa, pra variar.Ouvindo o dvd do Leoni que a Sthella ganhou no cultural, enquando organizo minhas ideias pra montar essa postagem. Então, vamos lá.
Pra começar, estou mais um vez,  não muito feliz. Agora, por causa do (-----). Acho que ele anda falando umas coisas de mim, por ai. (Que mania estúpida as pessoas tem de não deixarem as coisas terminarem de uma maneira bonita.)
Estou trabalhando na BrasilCenter, e vou, quinta-feira quem vem, comerçar atender as ligações na "Retenção Claro". Estou morrendo de medo de não dar conta, e pra ser sincera, só não sai de lá ainda, nem sei porque.(Tomara que isso mude até 2012, porque trabalhar em um serviço ruim, é foda.)
Tenho andado com a Thaís, ouvido muito sertanejo universitário, tentanto não beber e morando numa república com a Sthella e a Emy. Ahh, fiz planos de tentar e passar em algum concurso público.(Quero que isso aconteça.)
Cheiaaaaaaaaaa de saudades da minha família, querendo que todo esse meu esforço valha de alguma forma.
Hoje pensei em como nunca ganhei flores e como nunca fui amada (eu acho, né)
Minhas aulas no curso Técnico do CTU começaram, e eu estou com medo de não conseguir concluir. E isso, eu quero muito acabar.
Oficialmente no quarto periodo, porém, realmente no terceiro. E cheia de medo de não conseguir formar com a minha turma.
É esse meu status na vida nesse momento. Em Juiz de Fora, com 20 anos, solteira e sozinha... pensando em como é solteira e sozinha, e sob o efeito do antialérgico que começa a funcionar.
Resumindo: Até agora, só medo. Rs
Tomara que quando eu postar isso em 2012, eu seja uma pessoa mais legal e que se entende mais... Porque esses meus 20 anos, estão foda.
Agora são exatamente 00:14, está tocando  uma música sobre mulheres  alucinadas, 'Alucinadas" deve ser. Rs
Até 2012!

Ps: Amanhã devo ir pra praça de Benfica, com a Thata.

"Ainda encontro a fórmula do amor."

2 comentários:

Nati disse...

Não podemos deixar o medo nos controlar. Beijo

Pedro Ricelly disse...

Reclamar dos seus vinte anos no dia em que começo os meus foi bem broxante pra mim, pra te ser sincero, rs.

Eu também tô com esse grilo de solteiro e sozinho, ninguém me ama, ninguém me quer, ninguém me chama de Baudelaire, mas a gente pode se esforçar pra que ano que vem, quando a gente for fazer o balanço do que se passou, sair muita coisa boa hehe :D

Um beijo, Hiorrana.