sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

O que fazes Elizabete?

Saiu de casa, e foi viver.Essa é a história de Elizabete.Aos 18 mudou de vida. Não mudou tanto... mas mudou bastante.

Fez novos amigos, bebeu novas bebidas, sentiu novos sabores, provou novos beijos, e descobriu o amor.
O amor?
Não! Descobriu o sexo. Porque amor e sexo sem segurança, como já canta Rita Lee são coisas diferentes.

Talvez ela não saiba que determinadas coisas da vida podem machucar bastantes. Ou talvez ela saiba, porém, não quer enxergar. Talvez ela tenha decido aventurar-se pelo país a fora, e viver diferentimente do que ela achou que seria capaz.

Talvez Elizabete esteja tentando abraçar o mundo e ainda não viu que isso é impossível. Talvez, quando Bete perceber que o mundo é grande de mais seus braços já estaram doloridos.
Vai com calma minha amiga. O mundo é bão...

Quem nunca teve uma amiga que meteu os pés pelas mãos?

8 comentários:

macaca disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gabi Petrucci disse...

Iiiinfelizmente já tive amigas assim, mais infelizmente ainda, elas não aprenderam a tempo! :/

Larissa disse...

Pois é... meter os pés pelas mãos... a liberdade pode ser uma dádiva ou um castigo. E é saber discernir, aproveitá-la da melhor forma.
Elizabetes, aa são tantas!

ótimo texto!
;*

Tia Augusta disse...

ela faz oq todo mundo gostaria de fazer... e depois oq todo mundo sente saudade ou arrependimento por não ter feito. simples

Luiza Barros disse...

É muito comum as pessoas se deslumbrarem com a vida.

naty c.m disse...

Eu perguntaria outra coisa... Quem é que nunca meteu os pés pelas mãos?!
Em fim, ninguém pode atirar a primeira pedra... Afinal, temos duas opções: aprendemos com nossos erros e com os dos outros, ou damos oportunidade para que novos erros surjam.

~*Jamylle Carvalho*~ disse...

já tive sim, e existem tantas.
só devemos ter cuidado pra não nos tornamos uma né?

beijo :**

Daniela Filipini disse...

Ninguém!
Por isso eu digo... Pense antes de agir, as consequências sempre virão e precisamos estar preparadas para encará-las!