domingo, 2 de agosto de 2009

Mal do apego

Definitivamente, ela não sabia mais ele tinha sido uma boa opção.
Ele era um cara legal, e ela sempre tinha tido uma quedinhade penhasco por ele. Ele era atraente, bonitão, muuuito charmoso e tinha uma piscadela, que era cafona e perfeita ao mesmo tempo.
Então ela decidiu: Ele seria sua meta!
Ela tinha que provar aquilo tudo, ficar só na vontade não daria certo. Ele teria que corresponder, teria que se manifestar.
Foi ai que ela colocou o plano em prática. Estaria sempre arrumada, ou fazendo alguma coisa que ela sabia que ele considerava importante, teria o melhor papo e principalmente, demostraria que estava afim.
Seria um pego, mais não me apego. Esse tipo de relação masculina.
Mas o feitiço virou contra a feiticeira e ela se apegou.
Pegou, e apegou em um caso que não passou de superficialidade.
Ela é linda e ele não a quer.
Meu Deus, como os homens são burros...
Eles não se vêem muito; pra ser sincera eles quase nunca se vêem.
Então, nesses momentos ela supera esse apego e segue vida. Porém, há dias que Murphy e ELA o vê várias vezes sem pensar.
Sua mãe vive a repetir: “Minha filha, supere. Era só uns beijos que você queria dar não era? Já deu. Acabou.”
Mas não adianta. Esse amor [ leia DESEJO] ainda não quer passar.

Coitada dessa moça, ela sofre do mal do apego.

11 comentários:

Bertonie disse...

É. Eu acho que essa moça não existe apenas na ficção da crônica, beibe. HAHA'

Ricelly Gama disse...

Concordo com o Bertonie hmmm'

Thay Moony disse...

Eu já sofri esse "Mal do apego".
E posso garantir que não é nada bom.
=/

:*

Atreyu disse...

Eu sofri! Sofro! Sofrerei!!
Quase uma novela Mexicana isso Né?
Mal do apego é muito ruim!!!
Sem brincadeira agora.
Já passei por isso e garanto!
Não é nada, nada bom!!!

Massa a imagem topo =*

Larissa. disse...

Ah o mal do apego. eu já pasei por ele, às vezes até digo que ele não me pertence mais, mas eu tenho minhas dúvidas...

bjos
;*

Lady Vanilla disse...

Nossa gente... isso é o que eu chamo de amor bandido, noffa... Acredito que exista gente assim, que começa por cima e termina na fossa forever... Mas acho que não custa nada acreditar que nem todo mundo é igual e que uma hora a coisa dá certo...bjão e boa semana!

Gusta Fernandes disse...

eu sempre me dou mal com isso.

No jogo da conquista, só sendo muito frio pra não acabar cedendo ao amor [leia DESEJO também hehe].

Depois fica uma confusão. E geral dentro da gente mesmo! u_u

Beijos!

Yohana Tanzkaya disse...

adorei seu blog ! =)

Patrícia Kobayashi disse...

Sem acontece isso, queremos só pegar e acaba nos apegando, coração ou a carne é assim mesmo, fazer o q... continuar a vida!

bjos
boa semana

Thaís A. disse...

To com o Bertonie! UHAEUHSEU. Adorei!

Bertonie disse...

((Se custa dizer, eu nunca sofri desse mal :D))